quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Agora é a vez deles: os 10 micos que os homens cometem na cama!

Agora é a vez deles: os 10 micos que os homens cometem na cama!

Cuidado para você não pagar aquele mico na cama! - 1 (© Três experts em sensualidade dizem o que você não deve fazer na cama! Créditos: Thinkstock)

As 10 principais queixas das mulheres nos relacionamentos

As 10 principais queixas das mulheres nos relacionamentos


eles acham que as 'fadas do lar' (ou seja, as mulheres) lavam todos os pratos e roupas, esvaziam as latas de lixo e enchem a geladeira
'Quem quer que tenha dito isso precisa reavaliar a administração da casa. O que ela aparentemente não percebe é que os homens não se incomodam de fazer sua parte. Agora, eles se incomodam, sim, se lhes disserem que não estão fazendo do jeito certo. Não importa se for para dobrar mal as roupas ou comprar a marca errada de macarrão. Ouvir que fazemos alguma coisa mal nos tira a vontade de fazê-la. Por um lado, existem muitas mulheres que têm dificuldade para aceitar que sua maneira de fazer uma determinada coisa não é a única maneira certa. Por outro, há homens que não gostam de ser tratados como seres inferiores em relação a administrar uma casa. E, seja como for, estamos no século XXI, o que pressupõe que ficaremos satisfeitos em fazer a nossa parte e até mais.'

As 10 principais queixas das mulheres nos relacionamentos - 1 (© Autor quis saber o que mais as chateava, irritava, incomodava ou confundia nos homens Thinkstock)


Frequentemente dúvidas como "Por que ele não ligou?", "Como agir com aquele cara que não diz estar pronto para relacionamentos?" ou "Devo esperar que um caso se torne algo mais sério?" costumam assombrar as mulheres durante a paquera. Entender realmente o que se passa na cabeça dos homens solteiros não é fácil. Será que existem pistas para decifrar os sinais que eles emitem para facilitar tudo no encontro?
O escritor e agente literário Humfrey Hunter foi atrás de respostas para entender o universo masculino e lançou o livro "Você Sabe o que Passa pela Cabeça dos Homens?", publicado pela Editora Seoman. Nele, o autor explica como os homens solteiros pensam, o que querem e por que fazem o que fazem durante a paquera. O autor foi colunista do jornal britânico "London Lite" onde escrevia histórias sobre suas experiências amorosas.


sábado, 9 de fevereiro de 2013

carnaval BRASIL 2013

    

                             

                                           
                                                http://g1.globo.com/carnaval/2013/









http://g1.globo.com/sao-paulo/carnaval/2013/fotos/2013/02/veja-fotos-da-transformacao-de-juju-salimeni-para-desfile-em-sp.html#F707309






ENTRE NO CLIMA ,





Carnaval, de Manuel Bandeira


Manuel Bandeira publica em 1919 o seu segundo livro de poemas intitulado Carnaval. Nessa obra já faz uso do verso livre. Por isso, os modernistas viram em Manuel Bandeira um precursor do movimento Modernista.

Nessa obra percebermos que o poeta vai mais e mais se engajando com os ideais modernistas. Em Carnaval temos ainda o início da libertação das formas fixas e a opção pela liberdade formal, que se tornaria uma das marcas registradas de sua poesia.







Poema escolhido

OS SAPOS 

Enfunando os papos,
Saem da penumbra,
Aos pulos, os sapos.
A luz os deslumbra. 


Em ronco que aterra,
Berra o sapo-boi:
- "Meu pai foi à guerra!"
- "Não foi!" - "Foi!" - "Não foi!" 


O sapo-tanoeiro,
Parnasiano aguado,
Diz: - "Meu cancioneiro
É bem martelado. 


Vede como primo
Em comer os hiatos!
Que arte! E nunca rimo
Os termos cognatos. 


O meu verso é bom
Frumento sem joio.
Faço rimas com
Consoantes de apoio. 


Vai por cinqüenta anos
Que lhes dei a norma:
Reduzi sem danos
A formas a forma. 


Clame a saparia
Em críticas céticas:
Não há mais poesia,
Mas há artes poéticas..." 


Urra o sapo-boi:
- "Meu pai foi rei" - "Foi!"
- "Não foi!" - "Foi!" - "Não foi!" 


Brada em um assomo
O sapo-tanoeiro:
- "A grande arte é como
Lavor de joalheiro. 


Ou bem de estatuário.
Tudo quanto é belo,
Tudo quando é vário,
Canta no martelo." 


Outros, sapos-pipas
(Um mal em si cabe),
Falam pelas tripas:
- "Sei!" - "Não sabe!" - "Sabe!" 


Longe dessa grita,
Lá onde mais densa
A noite infinita
Verte a sombra imensa; 


Lá, fugido ao mundo,
Sem glória, sem fé,
No porão profundo
E solitário, é 


Que soluças tu,
Transido de frio,
Sapo-cururu
Da beira do rio... 


1918.










Quando estás vestida,
Ninguém imagina
Os mundos que escondes
Sob as tuas roupas.

(Assim, quando é dia,
Não temos noção
Dos astros que luzem
No profundo céu.

Mas a noite é nua,
E, nua na noite,
Palpitam teus mundos
E os mundos da noite.

Brilham teus joelhos,
Brilha o teu umbigo,
Brilha toda a tua
Lira abdominal.

Teus exíguos
- Como na rijeza
Do tronco robusto
Dois frutos pequenos -

Brilham.) Ah, teus seios!
Teus duros mamilos!
Teu dorso! Teus flancos!
Ah, tuas espáduas!

Se nua, teus olhos
Ficam nus também:
Teu olhar, mais longe,
Mais lento, mais líquido.

Então, dentro deles,
Bóio, nado, salto
Baixo num mergulho
Perpendicular.

Baixo até o mais fundo
De teu ser, lá onde
Me sorri tu'alma
Nua, nua, nua...
Manuel Bandeira






8 serviços bancários que não podem ser cobrado « DeSaoPaulo.net

8 serviços bancários que não podem ser cobrado « DeSaoPaulo.net

1) Fornecimento de cartão de débito e da 2ª via. Esta poderá ser cobrada quando a solicitação for por motivo de perda, roubo, furto, dano ao cartão ou outros motivos que não sejam de responsabilidade do banco. A regra também é válida na conta poupança.
2) Realização de até quatro saques por mês, podendo feito no caixa, com cartão, cheque próprio ou cheque avulso, ou no terminal de autoatendimento. No caso da conta poupança, são dois saques por mês.
3) Até dois transferências de dinheiro por mês entre contas do mesmo banco, seja ela no caixa, no terminal de autoatendimento ou pela Internet. A conta poupança também dá esse direito.
4) Até dois extratos por mês, com a movimentação dos últimos trinta dias (no caixa ou no terminal de autoatendimento). O mesmo se aplica na conta poupança.
5) Consultas pela internet da conta corrente e poupança.
6) Todo consumidor que tem autorização para utilizar cheque, tem direito a 10 folhas por mês. O banco não pode cobrar tarifa pela compensação de cheques.
7) Se a conta corrente ou poupança for do tipo que só pode ser movimentada por meio eletrônico (terminais de autoatendimento, internet, atendimento telefônico automatizado), o consumidor tem acesso, gratuitamente, a qualquer serviço que for prestado/utilizado por meio eletrônico.
8) Até o dia 28 de fevereiro de cada ano, todo correntista tem o direito a receber, gratuitamente, um extrato com informações discriminadas, mês a mês, dos valores cobrados no ano anterior. Essas informações são relativas à cobrança de tarifas e, no caso de operações de crédito e de arrendamento mercantil, de juros, encargos moratórios, multas e demais despesas.