segunda-feira, 23 de abril de 2012

Maria Gadú - Sonhos Roubados

Um comentário:

  1. Como seria ao caminhar contigo:

    Sentiria medo ou alegria?
    Não sei...
    Ficaria nervoso ou apenas sorriria?
    Não sei...
    Talvez uma brisa vinda do mar
    Me acalmaria
    O que sentiria?
    Não sei...
    Ou ficaria em estado de êxtase
    Contemplando teu rosto
    E tu sorririas?
    Não sei...
    Ou olharia para baixo
    E observaria teus pés nervosos
    Junto aos meus, pela areia a caminhar?
    Não sei...
    Caminharia sem parar...
    Com a presença de gaivotas
    A nos observar?...
    O que faria?
    Não sei...
    Só sei que para te agradar
    Pela praia...sim!contigo eu caminharia.




    ......


    Saudade infinita que invade o peito,

    saudade da imagem que não toma jeito;

    saudade eterna por ser infinita,

    saudade é a luz que a mantém bonita;

    saudade mantida em forma de manto,

    saudade que aflora e mantém o pranto;

    saudade acesa de lembranças de vida,

    saudade que traz emoções vividas;

    saudade expressão de querer te ver perto,

    saudade tristeza de não tê-la de certo;

    saudade que as vezes torna a vida sofrida,

    saudade, saudade de você querido.

    ResponderExcluir