quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

delírio que assusta

...  transpões-me a alma e invades-me carinhosamente o íntimo, numa conquista mútua de sensações únicas, que nos fazem estremecer o equilibrio, e tirar do ritmo o pulsar alucinado da nossa paixão. comtemplamos  o momento com um abraço envolvente, que nos funde e nos une, poe  medo e confuso ....... como se fossemos um só.
O delírio que assusta, lateja por toda a nossa pele, a mente desassossega-se,corpo alvoroça nosso sentir, e o êxtase chega de mansinho, serenamente, como o dia que manso vem clarear a noite, para lá da linha do pensamento...que desequilibrio me trouxe tanta emoçao..e transgressao

Nenhum comentário:

Postar um comentário